Golpistas do falso bilhete premiado enganam mulher de 46 anos e levam R$2.500,00 em Ouro Preto do Oeste

Nesta quarta-feira (04), de agosto, no município de Ouro Preto do Oeste, uma mulher de 46 anos compareceu na UNISP, para registrar ocorrência de estelionato.

0 115

A vítima relatou ao policial civil foi abordada em frente ao mercado irmão Gonçalves, por uma mulher que se identificou como Maria, sendo ela branca com cabelos loiros, trajava blusa branca e calça jeans, estava com um papel nas mãos pedindo ajuda com um endereço, dizendo ter três mil reais para receber. Nesse momento chegou um casal, sendo um homem alto e uma mulher morena clara aparentemente indígena e banguela, tinha somente um dente superior do lado da boca, que se ofereceu para ajudar, estes também faziam parte do golpe, (comparsas do golpe).

 

A quadrilha rapidamente convenceu a vítima a entrar no carro, no caminho passaram numa lotérica para conferir um jogo da quina, e pegando o resultado, disseram ter ganho o valor de R$ 5 bilhões de reais, e iriam dar R$ 600 mil reais a vítima.

 

Saindo da lotérica foram para o lanche da esquina da funerária em frente a Caixa Econômica e deixou a vítima e uma das mulheres no lanche enquanto ia fazer um saque de R$ 20.000,00, mas na verdade a vítima foi iludida pela promessa dos R$ 600 mil reais e foi com os autores na Casa Lotérica para conferir o bilhete premiado, onde parecia ser verdadeiro.

 

Os golpistas convenceram a vítima dizendo que ia passar dinheiro para ela, então pediram para vitima arrumar um dinheiro para eles, devido o dinheiro do bilhete ser alto então eles teriam que agendar o saque.

 

BANNERCAMAROTE

Então os criminosos foram ao Banco Sicoob e sacaram R$ 1.000,00 dentro da agência no caixa e saindo da agência foram para o veículo dos autores e novamente a vítima foi com os autores ao caixa de autoatendimento na mesma agencia onde sacaram mais R$ 1.000,00, saindo dali foram na Eletro Raio para o saque de mais R$ 500,00, saindo da Eletro Raio foram de novo para o veículo dos indivíduos que estava estacionado ao lado do Banco Bradesco na subida para as pedras por onde foram embora. Uma das mulheres se disse passar mal e pediu para a vítima comprar uma água e a vítima saiu para comprar a água momento que os autores a abandonaram tomando rumo ignorado.

 

A vítima ao sair para comprar água deixou no veículo dos autores sua celular marca Motorola Moto G7, e um capacete marca San Marino, cor preto com listras rosas.

 

Diante dos relatos a polícia civil registrou a ocorrência e dará início as investigações.