JARU – Mulher revela que faz programa sexual com consentimento do marido para salvar casamento

529

Uma moradora de Jaru de 29 anos revelou em reportagem que passou a fazer programas sexuais para salvar o casamento. Ela é casada há 8 anos e chegou a se separar três vezes do marido, que tem 45 anos e está no seu quinto casamento.

 

A mulher disse que o marido tinha perdido a libido por ela, que faziam sexo uma vez ao mês de forma muito chata e sem prazer e que precisava usar objetos sexuais para se satisfazer. Foi quando leu o livro de Mia Linz, uma das mais importantes atrizes pornô do Brasil, tendo participado de inúmeras produções por todo o mundo.

 

Numa quarta-feira à noite, convenceu o marido a sair, foram beber algo. Após algumas cervejas geladas, decidiu propor ao esposo se ele autorizava ela fazer alguns programas sexuais e ele assistir, seria uma forma dele sentir prazer por ela.

 

Naquela noite ele não topou, mas pela manhã do outro dia disse sim. Ela desde então faz de quatro a cinco programas por mês.

 

BANNERCAMAROTE

“Nosso relacionamento melhorou e muito, hoje parece que estamos no início da relação, as vezes que ficamos parece que é a primeira vez, além de eu ganhar um dinheiro para eu comprar minhas coisinhas”, disse a jaruense.

 

Segundo ela, é o marido que escolhe quem pode fazer programa com a mulher dele e faz questão de assistir presencialmente ou por vídeo.

 

Perguntada se ela faz programa só com homens, ela disse que não, faz com mulheres também, porém, o marido não pode ficar com elas, e disse que de todo o tempo que vem fazendo programas sexuais, eles nunca fizeram sexo a três.

 

A reportagem tentou falar com o marido, mas ele se negou. Disse para a esposa que autorizava a reportagem, mas sem citar nome e endereço, nada que pudesse identificá-lo, apesar do casal não ser popularmente conhecido na cidade, mas ele tem medo de retaliações por parte da sociedade, segundo a mulher.

 

 

  • Receba as notícias do Rondônia Atual no seu WhatsApp, clique aqui.
  • Para acompanhar e seguir o Rondônia Atual no Facebook, clique aqui.