Filho acorda com gritos e encontra mãe queimando viva no bairro Alvorada

Vó Baiana” não conseguiu ser retirada pelo filho devido as chamas e as fumaças e acabou morrendo carbonizada em Peixoto Azevedo no Mato Grosso

0 18

 

A mulher que morreu carbonizada durante incêndio à residência na manhã desta segunda-feira (16), nas proximidades do bairro Alvorada, em Peixoto de Azevedo (691 km da Capital), foi identificada como Maria Célia de Oliveira Fonseca, 78 anos, conhecida como “Vó Baiana”.

O filho de Maria Célia, que também estava em casa no momento do acidente, relatou que acordou, por volta das 6h30, com os gritos de socorro da mãe e quando correu no quarto dela para ver o que tinha acontecido encontrou a vítima já em chamas sem condições de conseguir tirá-la do quarto devido ao fogo, que se alastrou rapidamente, e à fumaça, que tomou conta da casa.

 

O rapaz sofreu queimaduras, recebeu atendimento de emergência e foi encaminhado para cuidados médico específicos no Hospital Regional.

 

BANNERCAMAROTE

O Corpo de Bombeiros foi acionado para combater as chamas, que se alastraram rapidamente pelo imóvel, que era de madeira e ficou completamente destruído pelo fogo. No trabalho foi necessário o apoio do Núcleo Bombeiro Militar de Guarantã Do Norte e de um caminhão-pipa disponibilizado pela Prefeitura de Peixoto de Azevedo.

A Delegacia de Polícia Civil e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foram acionadas e assumiram os procedimentos no andamento da ocorrência.

Ainda não há informações oficiais sobre as causas do incêndio, mas segundo as primeiras informações, uma vela acesa teria caído e dado início ao fogo dentro de casa.

Os investigadores acompanharam todo o trabalho no local e agora aguardam laudo da perícia para dar continuidade na apuração e conclusão do caso.