Mãe exige que outra passageira empreste o celular para que ela possa entreter seu filho durante voo

0 264

Uma passageira teve um voo muito desagradável depois que uma mãe, sentada ao seu lado, exigiu que ela desligasse o filme que estava assistindo em seu celular. Ela queria que a passageira cedesse o aparelho para seu filho brincar durante o voo.

 

Segundo reportagem do The Mirror, a passageira ficou espantada ao ser agredida com palavrões depois de se recusar a emprestar o celular para o filho da mulher sentada ao seu lado.

Quando ela embarcou no voo, que ia de Budapeste para Londres, a mãe perguntou se ela trocaria seu assento na janela pelo corredor, assim o menino de sete anos poderia olhar pela janela. Ela concordou e começou a assistir um filme em seu celular, com os fones de ouvido.

Após 20 minutos de voo, mãe e filho trocaram de lugar e a criança ficou no assento entre as duas mulheres. Em determinado momento do filme o protagonista “arrancou a cabeça de um bandido com uma mordida”, foi quando a mãe da criança a cutucou perguntando se o filme era apropriado para crianças.

A passageira então percebeu que o menino estava assistindo sua tela. Quando ela respondeu que a classificação etária do filme era para maiores de 15 anos, a mãe sugeriu que ela colocasse algo mais adequado para crianças ou desligasse o aparelho.

BANNERCAMAROTE

Discussão nas alturas

Diante do pedido da mulher, a passageira, já irritada com a postura da mãe do menino, relatou o que aconteceu em seguida. “Respondi que ainda iria assistir o filme que escolhi para o meu voo, aí foi o garoto que respondeu ‘Você tem algum jogo que eu possa jogar?’ e eu disse que não porque estava assistindo um filme”.

Com o diálogo a mãe decidiu intervir dizendo que o filho estava entediado. A passageira, incomodada com a situação, respondeu que o fato da criança estar entediada não era problema dela e disse que a mãe precisava se programar com antecedência para as viagens.

Segundo o relato da passageira, mãe e filho trocaram de lugar novamente e a mulher disse a ela em tom ofensivo, “Você poderia pelo menos deixar meu filho jogar agora sua maldita”. Já farta da situação, a passageira retrucou dizendo que a mulher deveria estar grata por ela ter trocado de lugar com a criança.

Após essa última troca de farpas, as mulheres esperaram desconfortavelmente pelo pouso. Toda a história foi compartilhada pela passageira no Reddit, a qual diversos comentários mostraram apoio a sua atitude e a elogiaram pela forma como ela lidou com a situação.