Sérgio Reis se diz arrependido por ameaças ao STF: ‘Era tudo brincadeira’

0 40

O cantor Sérgio Reis afirmou, nesta quarta-feira (18/8), que está arrependido de ter gravado um vídeo em que faz ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com ele, o áudio circulou sem sua autorização. “Eu estava conversando com um amigo. Era tudo brincadeira. Ele postou no grupinho dele e aquilo foi para fora. E isso me prejudicou muito. Não era a minha intenção. Não temos que quebrar nada. Tem que fazer uma passeata serena, sem briga. Sem nada. Eu me arrependo demais de ter falado com um amigo. Amigo da onça, sabe como é”, disse ao jornal O Globo.

A declaração vem depois do artista ter virado alvo de um inquérito da Policia Civil do Distrito Federal. Nesta terça-feira (17/8), o cantor foi alvo de uma representação assinada por vinte e nove subprocuradores-gerais da República que pede a investigação das declarações.

BANNERCAMAROTE

Apesar de se dizer arrependido, Sérgio Reis ainda defendeu a manifestação contra o STF e disse que não tem medo de ser preso. “Se não fizer uma paralisação, não muda este país. Não sou frouxo. Não sou mulher. Cadeia é para homem. Eu não saí daqui de casa. Estou aqui em casa quietinho. Se a Federal vier me buscar, eu vou. Não matei ninguém. Não prejudiquei ninguém. Nunca falei mal de nenhum ministro”, afirmou.

No vídeo, que circula nas redes sociais, Sérgio Reis diz que caminhoneiros e agricultores estavam organizando um movimento “para salvar o país”. Já em um áudio, ele faz ameaças ao STF e ao Senado.