Três são presos em residenciais durante operação que investiga tortura e morte de adolescente

0 1.442

BANNERCAMAROTE

Os três membros de uma facção acusada de torturar e matar um adolescente no mês de março desse ano em Porto Velho, foram presos por agentes da 2ª Delegacia Especializada em Repressão de Crimes Contra a Vida (2ª DERCV), com apoio da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos. Alexandre Mourão Marques e José Henrique Nascimento de Souza foram presos no residencial Cristal da Calama. Já Juan Marlon Merobach Guimarães foi preso no Porto Madero.

Segundo a Polícia, os presos são membros de uma facção criminosa e estão sendo investigados por homicídio ocorrido no dia 21 de março desse ano, quando o adolescente Eduardo Araújo desapareceu.

Na noite de 29 de março, uma pessoa, que estava andando as margens da BR-364, próximo ao Tênis Clube, acionou uma viatura da PM para comunicar que havia localizado um cadáver, já em estado de decomposição que posteriormente foi identificado como sendo da vítima Eduardo.

As investigações foram iniciadas e apontaram que a execução da vítima ocorreu após integrantes de uma facção verem uma publicação dele, em seu status, fazendo com os dedos, o sinal da facção rival.

A Polícia diz que não ficou demonstrado se a vítima realmente era integrante de alguma das facções. Eduardo foi torturado no interior de uma casa para só depois ser levada a um matagal e executado.

Os integrantes da facção acreditavam que a vítima estava passando informações para facção rival e determinou a seus integrantes que capturassem, torturassem e o executassem para servir de exemplo a todos do bairro que ousassem a fazer algo do tipo.

Rondoniagora