Furtando – Em Ouro Preto D’Oeste, homem é conduzido pela PM por furtar residências

0 190

BANNERCAMAROTE

Um homem de 42 anos, acabou levando a pior na manhã desta quarta-feira (24/08), por volta das 10h, após uma tentativa frustrada de furto em uma residência localizada no bairro Parque Amazonas, na Estância Turística de Ouro Preto do Oeste.

Diante dos fatos e revoltados com a situação, vez que o mesmo teria praticado um furto no dia anterior naquela mesma localidade, populares conseguiram detê-lo na altura rua Lázaro Martaroli, esquina com a rua Paraíba, e o amarraram até a chegada da Polícia Militar.

Ao chegarem ao local, os militares se depararam com José C. P., sob a custódia de vários moradores daquele bairro. Foi realizada uma revista pessoal no mesmo e foi encontrado em sua posse uma faca de açougue e a quantia de R$ 12,00, valor que teria sido subtraído do cofre da filha do dono da residência onde teria acabado de ocorrer a tentativa frustrada de furto. De posse do mesmo também estava uma bicicleta feminina, de cor rosa, que apareceu nas imagens do furto da residência no dia anterior.

Em contato com a vítima, este levou os policiais até sua residência e os militares puderam constatar que o detido havia escalado a parede da moradia e adentrado pela janela do banheiro. Já dentro da casa, foi possível os PMs constatarem os objetos da vítima espalhados por alguns cômodos, sendo que alguns deles estavam acondicionados em sacolas prontas para serem levadas. O detido já teria escolhido uma furadeira, alguns vidros de perfume e produtos de limpeza.

Uma outra moradora do bairro relatou aos policiais que sua residência foi furtada na terça-feira (23/08), e o fato foi registrado por meio de boletim de ocorrência, onde ela afirmou que o autor do furto em sua casa também seria a pessoa que foi detida e amarrada pelos populares. Acrescentou que ele apareceu nas imagens de câmeras de segurança da residência no dia do crime e que essas imagens já estão de posse da polícia.

A fuga

Mediante os fatos e testemunhos, os militares realizaram a prisão do detido e o conduziram até a Unidade Integrada de Segurança Pública – Unisp, para proceder o registro do crime. No entanto, no momento em que a viatura parou, o detido, mesmo algemado, ao descer empreendeu fuga pela rua lateral à Unisp, vindo a se embrenhar na mata do Bosque Municipal.

Rapidamente, foi solicitado reforço e prontamente policiais civis e da P2 local iniciaram uma busca minuciosa em toda a área. Instantes depois, no meio da mata do Bosque, um policial civil conseguiu avistar José, que estava sem algemas, pois havia conseguido quebrá-la. Ao perceber a aproximação do policial, o fujão foi em direção ao agente da lei, que para dissuadi-lo e preservar sua integridade física, efetuou um disparo.

A prisão

O disparo fez com que José desistisse de ir em direção ao policial, mas mesmo assim prosseguiu em fuga, sendo preso logo em seguida por outro policial civil. Durante a ação, o fujão acabou agredido com uma mordida, causando uma lesão no braço do agente da lei.

A ocorrência foi registrada na Unisp local, onde José foi entregue juntamente com os objetos apreendidos com o mesmo.


Fonte: Gazeta Central