Jovem mata namorada após ler mensagens no celular dela

0 584

BANNERCAMAROTE

Um jovem de 21 anos matou a namorada, da mesma idade, depois de, supostamente, ler mensagens no celular dela. O crime foi na madrugada dessa quarta-feira (31) em Ferros, na região Central de Minas Gerais.

Maria Clara Oliveira Soares foi encontrada pela irmã na cama do casal no começo da manhã. A Polícia Militar achou o suspeito na casa da mãe dele, por volta das 5h30, já de banho tomado.

Segundo o registro policial, ele diz que teria visto mensagens no celular da vítima, que indicariam uma suposta traição por parte dela.

O suspeito afirma que, em seguida, pegou um canivete e se feriu. Na versão do investigado, a namorada acordou e tentou impedir que ele se ferisse mais, enquanto negava a traição, mas ela teria puxado o instrumento e acabou sendo atingida.

Após o crime, o suspeito diz que tentou se matar. Policiais constataram que ele tinha curativos de gaze no pescoço e alguns arranhões pelo corpo.

Suspeito teria se jogado de ponte
O jovem narrou à PM que tentou estancar o sangramento da vítima, mas ao notar que era impossível, saiu de casa por volta das 4h, o que foi confirmado por câmeras de segurança.

Ele diz ter se jogado de uma ponte, mas não se feriu, e tentou se afogar. Sem sucesso, acabou desistindo, pegou uma bicicleta que estava na rua e seguiu para a casa da mãe.

Em contato com os militares, a mãe do rapaz disse que o filho chegou am casa no início da manhã. Ele contou que tentou se matar e que teria machucado a namorada, que provavelmente já estava morta naquele momento.

A mulher, então, ligou para um militar aposentado e pediu que ele fosse até a casa da jovem. No local, o homem pulou o portão e encontrou a irmã da vítima, que disse não ter visto nada de anormal.

Nesse momento, os dois foram até o quarto e encontraram Maria Clara na cama. Um socorrista compareceu ao local e constatou a morte dela.

Casal terminou e reatou namoro
Segundo o boletim policial, a irmã da vítima disse que os dois haviam terminado o relacionamento há cerca de duas semanas. Três dias depois, no entanto, reataram e pareciam estar bem.

Na noite anterior ao crime, o casal teria chegado em casa por volta das 21h, e a irmã da vítima disse não ter notado nada de estranho. Ela afirma ter sono leve e, mesmo assim, não ouviu barulhos.

A perícia constatou que Maria Clara sofreu dois cortes profundos no pescoço e alguns outros mais leves. Não há histórico de violência entre o autor e a vítima.

Em nota, a Polícia Civil informa que o suspeito foi preso em flagrante por feminicídio. As autoridades ainda recolheram aparelhos celulares que poderão ajudar na investigação.

“A PCMG aguarda a conclusão de laudos periciais e outros detalhes serão repassados com o avançar dos trabalhos investigativos”, diz o comunicado (leia abaixo na íntegra).

Nota da Polícia Civil na íntegra

“A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) ratificou a prisão em flagrante do homem, de 21 anos, nesta quarta-feira (31/8), pelo crime de feminicídio praticado em desfavor de sua companheira, de 21 anos, em Ferros. Ele foi ouvido pela Autoridade Policial de plantão e foi encaminhado ao sistema prisional. A Polícia Civil deslocou a perícia oficial ao local do crime, onde foram realizados os primeiros levantamentos e recolhidos aparelhos celulares que poderão contribuir com a investigação. A PCMG aguarda a conclusão de laudos periciais e outros detalhes serão repassados com o avançar dos trabalhos investigativos.”