Mulher é presa em Ji-Paraná pela PRF transportando drogas. Confira também outras apreensões

0 540

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, entre os dias 5 e 6 de setembro, realizando atividade de enfrentamento ao tráfico de drogas em região de fronteira nas BRs sob sua jurisdição registrou três flagrantes de tráfico de drogas.

Na madrugada de segunda-feira (5), no município de Guajará-Mirim, uma mulher de 22 anos, que viajava em veículo de transporte coletivo, foi conduzida para atendimento hospitalar após confessar que estava transportando drogas no interior de seu corpo, modalidade de tráfico popularmente conhecida como “barrigueiro”. O ilícito (cerca de 1 Kg de cocaína) foi obtido na região de fronteira e seria entregue em Ariquemes/RO. Os procedimentos de saúde foram realizados na Capital rondoniense e assim que houver alta médica, a infratora será encaminhada ao Poder Judiciário.

No fim de noite, próximo das 22h, em Ji-Paraná, durante fiscalização em veículo de transporte de passageiros (itinerário Rio Branco/AC x Goiânia/GO), uma mulher de 27 anos recebeu voz de prisão por tráfico de drogas. Em seus pertences individuais, foram encontrados cerca de 4 Kg de cloridrato de cocaína (forma mais pura da droga) e 1 Kg de pasta base.

Por fim, na madrugada desta terça-feira (6) no município de Porto Velho, um homem (23 anos) foi preso após ser flagrado transportando cerca de 08 Kg de cloridrato de cocaína em seus pertencens pessoais. O indivíduo viajava em um veículo de transporte coletivo que seguia para a região Sul do país

BANNERCAMAROTE

Somadas as ocorrências, aproximadamente 14 Kg de drogas ilícitas foram encontrados e encaminhados à Polícia Judiciária para destruição.

Conforme estimativa do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, o quilo da droga ilícita está avaliado em R$ 180 mil. O prejuízo estimado aos criminosos é de (multiplicar valor pela quantidade apreendida).

Rondônia não produz cocaína, mas é um dos estados que faz fronteira com a Bolívia (um dos três maiores produtores da droga no mundo), tornando nosso território um dos corredores de escoamento da produção boliviana, que é destinada ao rentável mercado europeu. Nesse cenário, esta apreensão representa mais um duro golpe ao crime organizado do tráfico internacional de drogas.

Receba as notícias do Rondônia Atual no FACEBOOK, clique aqui para curtir.