Colegas de Câmara desmentem morte encefálica de vereador, mas atestam estado grave de Magnum

0 328

Em detenção hospitalar, após ser espancado e amordaçado durante uma tentativa de roubo de gado, em Primavera do Leste (234 km de Cuiabá), neste último domingo (11), o vereador do município de General Carneiro, Magnun Rodrigues Alves de Araújo (PSB), precisou ser submetido a uma cirurgia após constatação de traumatismo craniano, no hospital regional de Rondonópolis, Irmã Elza Giocanella.

De acordo com o boletim, o parlamentar encontra-se em estado bastante grave mas sem morte encefálica.

O colega de sigla, o vereador Bráulio Lelis, atestou o quadro grave de Magnum ao O Bom da Notícia, ao apontar que a população encontra-se em oração pela vida de Magnum. E que de acordo com o último boletim médico, o quadro de saúde de Magnum requer bastante cuidado e que estaria em uma UTI Neurológica. Reiterando que o estado é muito grave, mas sem constatação de morte encefálica.

Já outro vereador, de sigla diferente, na Câmara de Vereadores de General Carneiro, que não quis se identificar, sob a justificativa que o caso vem ganhando bastante sonoridade no município, assim, seria muito dificil se posicionar, oficialmente, lamentou o quadro do colega de parlamento.

Revelando que, contudo, ele escolheu o caminho que iria trilhar e que é reincidente neste tipo de crime. Mas fez questão de pedir sigilo ao seu nome, ao O Bom da Notícia, argumentando que em casos icônicos como do vereador preso e espancado quaisquer posicionamentos políticos, agora, diante do quadro de Magnum, podem causar ‘ruído na comunicação’. E que a população está comovida com a situação de saúde dele e está em oração por sua recuperação.

Entenda

Conhecido como ‘Rei do Gado’, Magnun Rodrigues Alves de Araújo (PSB), foi hospitalizado neste último domingo (11), após ser flagrado por funcionários de uma fazenda em Primavera do Leste, tentando roubar o gado. O parlamentar estava acompanhado de mais três suspeitos que foram imobilizados e encaminhados para delegacia do município, pela Patrulha Rural da Polícia Militar.

De acordo com o boletim de ocorrência, um funcionário da fazenda foi quem acionou a Polícia Militar, informando que estaria com quatro pessoas amarradas e a disposição da PM, após terem sido flagrados por uma equipe de seguranças da fazenda praticando roubo e abate de gado no local.

A quadrilha foi surpreendida no momento em que ‘carneava’ uma vaca abatida, e durante a abordagem dos seguranças reagiram de forma agressiva. E que o vereador Magnun, em especial, de posse de uma arma de fogo, tentou disparar contra os funcionários, chegando a jogar seu veículo sobre o funcionário da fazenda, uma caminhonete Amarok.

Alegando legítima defesa, o gerente da fazenda, desferiu coronhadas no rosto e na cabeça do parlamentar, que em seguida foi imobilizado. E ainda deteve os outros membros da quadrilha até a chegada da polícia.

O quarteto foi preso em flagrante, pelo crime de roubo de gado e formação de quadrilha.