Em cidade de MT, arquiteta de 25 anos morre após lancha do marido explodir e pegar fogo

 Uma arquiteta de 25 anos morreu após a lancha em que estava com o marido e dois amigos explodir na tarde de sábado, 24, no Lago Romancini, em Lucas do Rio Verde (MT). O corpo de Rita de Cássia Fernandes Lirio foi encontrado ontem por mergulhadores do Corpo de Bombeiros. Os três sobreviventes tiveram queimaduras graves e estão internados em UTIs.

  Pablo Patrick Gomes Vieira, marido de Rita, está internado em uma UTI de Lucas do Rio Verde, assim como Vinicius Marcari, que também estava na lancha. O terceiro sobrevivente precisou ser transferido para uma unidade de saúde de Sorriso (MT) — sua identidade não foi informada pela corporação.

  De acordo os Bombeiros, uma equipe foi acionada às 15h50 de sábado (24) por testemunhas que viram a lancha explodir. A embarcação pegou fogo e Rita foi arremessada para o lago, chegando a ficar desaparecida até mergulhadores fazerem as buscas na manhã seguinte.

  Informações preliminares apontam que a lancha era de Pablo e que a explosão teria acontecido no momento em que ele tentou dar partida na embarcação para chegar a outra margem do lago.

  Além de Rita, Vinicius e outro amigo do casal foram arremessados para fora. Acredita-se que Pablo tentou tirar a esposa de dentro da lancha e bateu a cabeça no painel.

  Os sobreviventes foram socorridos com queimaduras de terceiro grau.

  As causas do acidente ainda serão investigadas pela Marinha do Brasil e Politec.

  Rita foi enterrada hoje, em Lucas do Rio Verde.

  Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte da arquiteta.

  “Prima, não consigo expressar em palavras a dor que todos estamos sentindo. Você sempre foi luz, presente, prestativa, amorosa e carinhosa. Que fique bem onde estiver, que continue sendo luz e amor. Amo você”, diz trecho de uma das homenagens.

  • Receba as notícias do Rondônia Atual no seu WhatsApp, clique aqui.
  • Para acompanhar e seguir o Rondônia Atual no Facebook, clique aqui.