Assassino de John Lennon explica por que matou ex-Beatle: ‘queria tanto a fama’

 

Mark David Chapman está cumprindo pena no Green Haven Correctional Facility.

Tentando pela 12ª vez obter liberdade condicional, Mark David Chapman, o assassino de John Lennon, teria dito às autoridades que, apesar de saber que matar o ex-Beatle era errado, ansiava pela fama e tinha “maldade no coração” quando atirou no cantor. A transcrição da declaração foi divulgada pelo Associated Press na última segunda-feira (07) e trouxe outros comentários do autor do crime.

Clique aqui e entre em nosso grupo do whatsapp

Na declaração, feita em agosto deste ano a um conselho judicial, o assassino afirmou que matar John Lennon foi sua “grande resposta para tudo” e que “não seria mais ninguém”. “Não vou culpar mais nada ou ninguém por me trazer até lá. Eu sabia o que estava fazendo e sabia que era mau, sabia que era errado, mas queria tanto a fama que estava disposto a dar tudo e tirar uma vida humana”, disse o criminoso.

You cannot copy content of this page