Homicídios prende executores de filho que mandou matar o pai

Investigadores da 2° Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Contra a Vida (DERCCV) elucidaram mais um homicídio em Porto Velho (RO).

Na manhã desta terça-feira (28) os policiais civis, sob o comando do delegado Cícero Cavalcante, cumpriram mandado de prisão contra Daniel Ribeiro Sales, 25, Hallyson Paes da Silva, 28, e Francisco Douglas Rodrigues Souza, 24, conhecido como “Piranha“, acusados de participação na morte de Juscelino Júnior Matos Magalhães, 19, foi encontrado desovado em uma mata no condomínio Orgulho do Madeira, na zona Leste de Porto Velho (RO) na tarde do dia 28 de novembro do ano passado.

 

Segundo as investigações da 2° Delegacia de Homicídios, o trio teria conseguido atrair a vítima até o condomínio.

Juscelino que era de uma determinada organização criminosa teria aceitado “vestir a camisa” do grupo rival.

Para isso, ele foi até o condomínio com uma pistola que entregaria para o bando rival. Porém , o rapaz acabou sendo morto com a própria arma. Ele levou 11 tiros. Daniel e Hallyson já estavam presos por outros crimes e o vulgo “Piranha” foi preso semana passada com mandado de prisão justamente pela execução do Juscelino Júnior.

Clique aqui e entre em nosso grupo do whatsapp

O crime 

Policiais militares foram ao local após denúncia anônima de que havia um cadáver jogado em uma mata ao lado da quadra 609 no condomínio.

As equipes da PM fizeram buscas e conseguiram localizar o corpo que apresentava 11 perfurações de arma de fogo rosto, maxilar, testa, tórax, abdômen e mão.

Juscelino ficou conhecido em Porto Velho por ter mandado matar o próprio pai, Juscelino Fontenele Magalhães, em maio de 2019.

Fonte: Rondônia ao vivo