Repercussão: Mensagem em mesa de sala de aula anuncia massacre em escola de Ji-Paraná

 Em Ji-Paraná, Rondônia: Uma ameaça de massacre em uma escola de Ji-Paraná, Rondônia, deixou pais e alunos em estado de alerta. Na última quarta-feira (05/04), um aluno da Escola Jovem Gonçalves Villela escreveu na mesa de sua sala de aula uma mensagem assustadora: “07/04/2023 vai escorrer sangue vou fazer 12 kills nessa escola”.

A mensagem foi rapidamente recebida por colegas de turma e relatada à direção da escola, que acionou imediatamente a Polícia Civil (PC) e a Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec). O caso está sendo tratado como ameaça de massacre e o PC já iniciado como considerado.

Segundo o secretário de segurança pública Coronel Vital, a Sesdec está trabalhando em conjunto com a PC para identificar o autor da ameaça e evitar qualquer possibilidade de ataque à escola. “Todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas para garantir a segurança dos alunos e funcionários da escola”, afirmou Vital.

Clique aqui e entre em nosso grupo do whatsapp

A diretora da Escola Jovem Gonçalves Villela informou que está colaborando com as autoridades e que garantiu a segurança em suas dependências. “Estamos em contato constante com as autoridades e adotando todas as medidas necessárias para garantir a integridade física e emocional de nossos alunos e funcionários”, disse a direção da escola.

Os pais dos alunos estão aprendendo e pedem mais segurança nas escolas. “É assustador pensar que algo assim pode acontecer. Precisamos de mais segurança nas escolas e de medidas efetivas para garantir a integridade física de nossos filhos”, disse a mãe de um aluno.

A ameaça de massacre na Escola Jovem Gonçalves Villela serve como alerta para a necessidade de se investir em segurança nas escolas e de se levar a sério qualquer tipo de ameaça ou atitude suspeita por parte dos alunos. É fundamental que a comunidade escolar esteja atenta e unida para prevenir a violência e garantir um ambiente seguro e saudável para todos.