“Cangaceiro” de Mato Grosso é morto em confronto com a polícia no Tocantins

Um dos assaltantes envolvido na invasão da transportadora de valores Brinks, em Confresa (1,049 km de Cuiabá), morreu baleado em um confronto com policiais militares na região próxima ao município de Pium (TO) no final da tarde de segunda-feira (10). A identidade do suspeito ainda não foi confirmada.

Os policiais militares de Tocantins estavam realizando rondas na região quando encontraram pelo menos 10 criminosos. Na troca de tiros, um criminoso acabou sendo baleado e não resistiu aos ferimentos. Na ocasião foram apreendidos armamentos e munições. Os demais comparsas ainda não foram localizados.

Conforme aputarado pelo Midiajur,  a Polícia Militar do Tocantins teve que recuar do enfrentamento com os bandidos por conta da falta de munições.

“Eles desembarcaram no projeto, saíram do barco, e vieram em direção à via, pra sair novamente na Fazenda Jan, ok? Só que eles trombaram com a gente aqui no meio do caminho. Desembarcamos, formamos uma linha, houve uma troca intensa de tiros e tivemos que retrair porque nossa munição ficou escassa e os caras tão fortemente armados.”, diz trecho de um dos áudios.

Durante a fuga dos bandidos, uma família chegou a ser mantida refém em uma fazenda mas foram liberadas sem ferimentos. No confronto nenhum policial foi ferido. O bando dividiu-se e as equipes de polícia locais estão fazendo o cerco aos criminosos.

O Comando da corporação determinou de imediato o deslocamento de apoio total do Batalhão de Operações Especiais, que já está nas imediações.

Encontram-se a caminho apoios da Polícia Civil do Tocantins, Polícia Militar e Civil de Mato Grosso. O Governador de Goiás já colocau à disposição seu efetivo do BOPE da PMGO.