Suécia declara que relação intima será um esporte e organiza 1° campeonato

Por muito tempo, a questão sobre a relação intima antes ou depois do esporte foi um tabu. Uns dizem que melhora a performance, outros, porém, dizem que “rouba” a energia vital que é essencial nas competições. Certos ou não, o fato é que agora a “hora h” virou a própria modalidade esportiva, e quem estiver mais preparado vai sair na frente e pode levar recordes.

Recentemente, a Suécia se tornou o primeiro país do mundo a declarar a relação uma atividade esportiva e, por isso, decidiu organizar a primeira competição internacional da modalidade.

De acordo com o jornal espanhol El Mundo, Dragan Bratych, presidente da Federação Sueca da relação intima, “alcançar os resultados desejados na relação intima requer treinamento” e, com isso, “as pessoas também começam a competir neste aspecto”, disse.

Para quem se interessou, a competição já tem data marcada: o primeiro Campeonato Europeu de Relação intima, acontece nesta próxima quinta-feira, 8 de junho, na cidade de Gotemburgo.

O torneio reunirá 20 representantes de diversos países e terá duração de seis semanas, com os participantes disputando 16 ‘quesitos’ diferentes para avaliação dos jurados.

Ainda segundo El Mundo, as provas terão duração entre 45 minutos e uma hora e “serão avaliadas por um júri que pontuará de 5 a 10”, além de uma votação popular. Os participantes também podem ganhar pontos extras se demonstrarem ter conhecimentos teóricos do Kamasutra — famosa obra de posições intimas.

Os países que estarão no torneio serão Finlândia, Itália, Portugal, França, Grécia, Ucrânia, Grã-Bretanha, Rússia, Croácia, Romênia e Espanha.