Submarino desaparecido não possuía GPS e usava controle de vídeo game

O veículo da empresa OceanGate, apelidado de “Titan”, teve falhas de comunicação com a superfície e ficou “perdido” por duas horas e 30 minutos, segundo Pongue, jornalista da rede de televisão norte-americana CBS News. Ele relatou que os problemas ocorreram durante uma expedição em novembro do ano passado.

Ele comentou que “qualquer um ficaria horrorizado sobre como tudo parecia amador” e que, como o submersível não conta com GPS, cabe a um navio na superfície guiar a equipe submersa até o Titanic usando mensagens de texto.

Ele disse: O submarino era dirigido com controle de videogame. E não tinha GPS, nem cabo que o ligasse até a superfície, mas o fabricante garantiu que a cápsula, que é o mais importante, é segura, blindada, feita pela NASA”.