Estratégias para Enfrentar a Havan: Um Olhar para JI-Paraná e a Experiência em Rondônia.

A iminente inauguração de uma filial da Havan em JI-Paraná, agendada para 2 de dezembro, gerou apreensões entre os empresários locais. Com mais de 169 mega lojas pelo país, a Havan tem a vantagem de adquirir produtos a preços mais baixos devido à sua capacidade de compra em grande volume, resultando em preços de revenda mais competitivos. Diante deste cenário, é crucial que os comerciantes locais adotem estratégias inteligentes para não perderem mercado e, ao mesmo tempo, preservarem a vitalidade econômica da comunidade.

 

É interessante observar que a presença da Havan em Rondônia não é novidade. A empresa já se estabeleceu em cidades como Cacoal, Vilhena e Porto Velho, onde os lojistas enfrentaram uma queda inicial nas vendas, que se estabilizou ao longo do tempo. Uma lição importante a ser extraída dessa experiência é que a concorrência inicialmente tem um impacto, mas muitas vezes a adaptação e inovação permitem que os negócios locais recuperem e mantenham sua base de clientes.

Um fato interessante

Uma consideração relevante é que grande parte das vendas realizadas pela Havan em Rondônia não são para moradores locais, mas sim para turistas econômicos provenientes de cidades vizinhas. A presença da Havan acaba se tornando um atrativo, funcionando como um cartão postal para a região. Isso, por sua vez, não apenas contribui para as vendas da Havan, mas também para diversos outros setores da economia local, como o setor gastronômico e outros segmentos do turismo.

 

Alternativas

Clique aqui e entre em nosso grupo do whatsapp

Diante dessa realidade, os comerciantes locais de JI-Paraná podem extrair valiosas lições dos colegas de Rondônia. A formação de uma cooperativa comercial, a ênfase na diferenciação e a valorização da conexão com a comunidade são estratégias essenciais que podem ser usadas. Adicionalmente, é importante explorar o potencial de atrair turistas econômicos, não apenas como uma reação à concorrência, mas como uma forma de diversificar as fontes de renda e explorar as vantagens únicas da região.

Vantagem a ser observada

No contexto da abertura da Havan, surge a questão do emprego. Observa-se que a Havan opta pela modalidade de autoatendimento, o que resulta em menos contratações do que seria esperado de uma empresa de seu porte. Este fator, portanto, pode ser utilizado pelos comerciantes locais como um ponto de diferenciação. A força de trabalho local, a atenção individualizada e o apoio à economia da região são aspectos que podem atrair consumidores preocupados com o emprego local, oq eu se torna em uma vantagem importante.

Pensamento positivo

Com a abordagem correta, é possível transformar os desafios trazidos pela concorrência em oportunidades. O aprendizado das experiências passadas e a adaptação aos novos cenários podem permitir que os comerciantes de JI-Paraná mantenham sua relevância no mercado, proporcionando uma experiência diferenciada para os consumidores locais e visitantes da região. A chave está em enfrentar a concorrência com inovação, colaboração e uma perspectiva aberta para novas oportunidades.

(Texto: Fernando Pereira – Mercadólogo, Jornalista, Comentarista, bacharel em Filosofia e mestrando em Ciências Políticas)