Após mentir que mulher morreu reagindo a assalto, marido confessa feminicídio

Identificado pelas iniciais E.G.F., marido de Joicemara Baltazar de Moraes, de 27 anos, morta na noite de terça-feira (5), confessou ter matado a esposa após o casal ingerir bebida alcoólica e discutirem. O crime ocorreu em Juína. Segundo a imprensa local, o homem matou a esposa na frente da filha de 11 meses. O suspeito confessou o crime nesta quarta-feira (6).

Inicialmente o suspeito havia relatado a polícia que sua esposa reagiu a uma tentativa de assalto, onde um suspeito, encapuzado, tentou roubar a moto da vítima e ao tentar impedi-lo, Joicemara levou um tiro na região do tórax.  

Entretanto, de acordo com o site local, Juína News, os policiais não encontraram nenhuma pista que confirmasse a versão do suspeito de que se tratava de uma tentativa de latrocínio. Além disso, testemunhas ressaltaram a frieza de E. em não demonstrar sentimentos diante da situação.

Nesta quarta-feira (6) o suspeito confessou a polícia de que havia matado sua esposa com um revólver calibre 32 e que descartou a arma no quintal de um prédio, perto do local do crime.  

Questionado sobre a motivação, o suspeito disse que estava em casa com Joicemar e seu cunhado e os três estavam ingerindo bebida alcoólica. Segundo E. após a saída do irmão da vítima, o casal começou a discutir e que em um determinado momento pegou a arma e atirou na esposa, na frente da filha de 11 meses.

O flagrante está sendo lavrado pelo delegado Ronaldo Binoti Filho.