VÍDEO: Policial mata Pitbull após ser atacado com filha no colo

Para proteger  a filha um policial militar atirou e matou um cão da raça American Bully – uma das variações da raça Pitbull – a tiros, no bairro Shangri-lá, em Cuiabá. A notícia começou a repercutir ontem (26), com a acusação de que o militar teria atirado no animal por maldade.

Porém, vídeos mostram que o militar, na verdade, atirou no animal para se defender de um ataque – enquanto estava com o filha no colo.

O militar aguardava em frete a um portão com a filha no colo e a família no carro.

Uma mulher percebe que o cão escapou e se esconde no carro. O policial então saca a arma e só atira quando o animal está a menos de 1 metro de atacar ele e a filha. O cão morreu na hora.

Em nota, a Associação de Cabos e Soldados do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar de Mato Grosso (ACS) disse acompanhar as investigações.

“Lamentamos o desfecho dessa situação, mas o policial agiu para defender a filha e a esposa, que saía do carro no momento em que o animal apareceu. Não havia o que fazer diante do possível ataque, a não ser adotar a conduta do policial”, explica o presidente da ACS, Laudicério Machado.

https://twitter.com/i/status/1707214336123429019