Cláudia de Jesus solicita do governo construção de Policlínica em Ji-Paraná

A solicitação para a construção de uma Policlínica Estadual em Ji-Paraná, com o objetivo de fornecer atendimento médico que inclua pequenas cirurgias e tratamento de hemodiálise na região central de Rondônia, foi encaminhada pela deputada estadual Cláudia de Jesus (PT) ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

A iniciativa busca proporcionar uma nova dinâmica no atendimento à saúde pública em Rondônia, com o objetivo de garantir estrutura, profissionais qualificados, agilidade logística e a redução do tempo de espera para os pacientes de uma regional com pelo menos 17 municípios. “A criação da policlínica representa um avanço para melhora a saúde pública. Precisamos reduzir o tempo de espera dos pacientes e evitar deslocamentos frequentes de pacientes do interior do estado até Porto Velho, garantindo um direito fundamental à nossa população”, explicou a deputada.

Clique aqui e entre em nosso grupo do whatsapp

As Policlínicas desempenham um papel fundamental na assistência médica de estados e municípios, oferecendo serviços de diagnóstico e tratamento ambulatorial, sem necessidade de internações. Essas instituições costumam operar em instalações compartilhadas com hospitais, proporcionando atendimento de urgência e realizando pequenas cirurgias, embora não ofereçam serviços cirúrgicos de média e grande complexidade.

Especialidade e procedimentos

A proposta com a criação da Policlínica Estadual é de oferecer uma ampla gama de especialidades médicas, incluindo cardiologia, angiologia, ginecologia, pneumologia, endocrinologia, neurologia, dermatologia e infectologia, entre outras. Com equipamentos adequados serão realizados atendimentos de oftalmologia, odontologia, acupuntura, urologia em doenças sexualmente transmissíveis, reumatologia, alergologia, geriatria, hematologia e hepatologia, bem como programas de controle de HIV/Aids/Hepatites, tuberculose e hanseníase.

Para garantir o diagnóstico preciso e o tratamento adequado, a Policlínica contaria com um laboratório e suporte itinerante para realização de exames como tomografia e mamografia. Exames como eletrocardiograma (ECG), MAPA/Holter, audiometria, pHmetria, manometria, ultrassonografia, espirometria, densitometria óssea e testes de alergia também estariam disponíveis para os pacientes.

Pela proposta, a Policlínica Estadual ofereceria serviços de reabilitação traumo-ortopédica, tratamento de lipodistrofia, farmácia de medicamentos especiais, sala para hemodiálise e ambulatórios para atender às demandas mais expressivas da comunidade. Seriam criados espaços de atendimento multiprofissional, fisioterapia e reabilitação cardiopulmonar para garantir uma abordagem completa e integrada à saúde.

Por Cristiane Abreu – Assessoria parlamentar. 

You cannot copy content of this page