Homem mata ex-mulher e faz bebê de um ano refém após crise de ciúmes

Paulina Luz Amorim, de apenas 23 anos, foi morta a facadas pelo ex-companheiro, neste sábado (23), em Querência (755 km de Cuiabá). Após cometer o crime, o bandido manteve refém o filho da vítima, de 1 anos e 2 meses de idade, até a chegada da polícia. De acordo com o registro de ocorrência, ele teria cometido o crime após encontrar mensagens no celular da jovem. O conteúdo da mensagem não foi divulgado.

A Polícia Militar foi acionada por populares, que testemunharam a morte da vítima e o homem mantendo a criança refém.

No local, os militares encontraram Paulina no chão, já morta, em meio a uma poça de sangue. O criminoso estava sentado ao lado corpo de Paulina, agarrado à criança, que chorava muito.

Ao ser interrogado, o criminoso relatou à polícia que teria matado a mulher após ver algumas mensagens no telefone celular dela e ter uma crise de ciúmes.

Testemunhas disseram que Paulina e o criminoso estavam separados já há algum tempo. Além disso, relataram que ele fazia uso de medicação controlada por sofrer de esquizofrenia.

Paulina era funcionária do Cartório do 2º Ofício no município. Por meio de nota, o cartório informou que não terá expediente na próxima segunda-feira (27), “em respeito à jovem”. 

A criança foi resgatada e o criminoso foi preso em flagrante.