Fisiculturista das celebridades Renato Cariani é alvo da Polícia Federal

Em operação da Polícia Federal contra o tráfico de drogas realizada nesta terça-feira (12), o influencer e fisiculturista Renato Cariani, de 47 anos, virou o principal alvo da investigação. O bodybuilder é sócio da empresa Anidrol, uma indústria química localizada em Diadema, em São Paulo, investigada pelo desvio de produtos químicos usados na produção de crack.

Ao todo, são cumpridos 18 mandados de busca e apreensão, sendo 16 em São Paulo, um em Minas Gerais e um no Paraná.

Além de Cariani, Fábio Spinola, que já foi preso por envolvimento com o tráfico de drogas, também é um dos alvos da PF. Na casa dele foram encontrados mais de R$ 100 mil em espécie. Segundo a Polícia Federal, ele seria o intermediador entre a indústria química e os produtores da droga.

Foram identificadas 60 transações dissimuladas vinculadas à atuação desta organização criminosa, totalizando, aproximadamente, 12 toneladas de produtos químicos (fenacetina, acetona, éter etílico, ácido clorídrico, manitol e acetato de etila), o que corresponde a mais de 19 toneladas de cocaína e crack prontas para consumo.

A operação é realizada em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco do MP-SP) de São Paulo e a Receita Federal.

Renato Cariani é atleta e influenciador fitness, com mais de 7 milhões de seguidores nas redes sociais, sendo referência no meio do fisiculturismo no Brasil. Como bodybuilder, Cariani conquistou diversos títulos como o Classic Physique, em 2018, e o Overall Masters, realizado no Brasil, em 2020.