Cláudia de Jesus faz prestação de contas do mandato para sociedade

Um evento aberto ao público será realizado nesta segunda-feira (18), na cidade de Ji-Paraná, região central do estado promovido pela deputada estadual Cláudia de Jesus (PT). A parlamentar estará fazendo uma prestação de contas do seu mandato. A atividade acontece a partir das 19h, no auditório da empresa Eucatur, localizado na Avenida Marechal Rondon, 2727.

  A iniciativa tem o objetivo de reunir toda a população por meio de movimentos sociais, sindicatos, parlamentares, gestores públicos, e quem tiver interesse em participar para apresentar as principais iniciativas realizadas pela deputada em 2023.

“Foi um ano intenso, onde demos o máximo possível para atender todas as demandas sociais. Queremos na prestação de contas mostrar um pouco do que fizemos, ouvir a sociedade e pensar nos nossos próximos passos”, disse a parlamentar.

Neste ano, a deputada fez várias ações como destinação de emendas no valor de R$ 10,6 milhões para áreas como saúde, educação, infraestrutura, esportes, por exemplo. Recursos que estão chegando nos municípios por meio de prefeituras, cooperativas, associações. Na Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social, a deputada agiu para denunciar, fiscalizar e melhorar o Sistema Único de Saúde (SUS).
 

“A luta para garantir saúde de qualidade é permanente”, disse.

Ao mesmo tempo esteve atenta aos problemas sociais e encaminhando pedido de providências e soluções junto ao governo. Despachou centenas de documentos como ofícios, requerimentos, indicações. Ouviu e atendeu todos os segmentos das comunidades, promoveu várias audiências públicas e fez homenagens públicas. Tomou decisões importantes na Assembleia Legislativa apreciando, analisando e votando Projetos de Lei que estão mudando a vida de muita gente.

 

Criou a lei que institui o Dia Estadual da Mulher Camponesa, no âmbito do estado de Rondônia, a ser celebrado anualmente no dia 14 de julho. E segue para sanção do governador, Lei que reserva, às negras e aos negros, de no mínimo 20% (vinte por cento) das vagas oferecidas nos concursos públicos para provimento de cargos e empregos públicos da administração pública direta e indireta em todas as esferas de poder estadual.

“Foi um ano de construção de políticas públicas sociais importantes para todas as áreas da sociedade”, declarou.