LESA PÁTRIA: PM de Rondônia acusado de financiar 8/1 tem arsenal em casa

 

Oa atos constituem, em tese, “crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime.

Um policial militar de Rondônia  foi alvo de mandado de busca e apreensão da nova fase da Operação Lesa Pátria, realizada na manhã desta segunda-feira (08) pela Polícia Federal. O PM tinha um arsenal em casa.

As armas, apesar de regulares, foram apreendidas pelos investigadores da PF. O militar é investigado por fomentar e financiar os atos golpistas registrados em 8 de janeiro de 2023.

 

De acordo com a PF, os atos golpistas constituem, em tese, “crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido”. Ainda segundo o órgão, as investigações do caso seguem.