Mãe de crianças que morreram carbonizadas tinha saído de casa para buscar remédio em Ariquemes

Miguel Henrique, de 5 anos, e Enzo Gabriel, de 4 anos, morreram carbonizados após a casa em que moravam pegar fogo, na última quarta-feira (17), em Ariquemes (RO).

Familiares ouvidos pela Rede Amazônica revelaram que no momento do incêndio, a mãe das vítimas havia saído de casa para buscar remédios para uma das crianças em um posto de saúde do município.

A perícia esteve no local e deu início às investigações sobre as causas do incêndio, mas de acordo com a Polícia Civil, o laudo deve sair em até 30 dias. Segundo a polícia, as investigações preliminares apontam que o incêndio foi acidental e não criminoso.

O Corpo de Bombeiros revelou que no momento do incêndio, apenas as duas crianças estavam na casa. A mãe e o irmão mais velho das vítimas estavam fora e ficaram em estado de choque quando foram informados sobre o caso. Ambos foram encaminhados para o hospital.

Vizinhos relataram que a mãe nunca deixava as crianças sozinhas e que saiu apenas para buscar remédio para um dos filhos.

Na manhã desta quinta-feira (18), as crianças foram sepultadas. A Associação de Mães de Autistas de Ariquemes (AMAAR) emetiu uma nota de pesar pela morte de Miguel Henrique, que era atendido na associação.