Corpo de Ludmila Consoline é velado na Assembleia de Deus em Nova União

O corpo da universitária Ludmila Consoline de Souza, 22, estudante de medicina veterinária que morreu em um acidente de trânsito na segunda-feira (22), em Ji-Paraná (RO), ao sofrer uma queda em frente o centro de internação de menores (CASE), é velado no templo da Igreja Assembleia de Deus do município de Nova União, onde residem seus familiares.

O corpo da jovem chegou às 14 horas de ontem, e o sepultamento vai ocorrer na manhã desta quarta-feira, 24.  

Ludmila nasceu em Ouro Preto do Oeste, mas ela viveu e cresceu no município de Nova União. A jovem sentiu a dor da perda do pai, vítima de acidente de trânsito, quando estava no auge da sua infância, e ultimamente estava no momento mais feliz de sua vida, realizava o sonho que alimentou e buscou com muito esforço e dedicação, mas sua história de vida foi interrompida por mais uma fatalidade na família.

Um dor imensa perder uma prima tão jovem com tantos sonhos, e uma vida inteira pela frente. Uma parte da minha infância foi com ela, eu ia todos os dias na casa dela pra ver se já tinha acordado pra gente brincar. Agora só vai ficar lembranças. Uma menina meiga, doce, muito simpática, era querida por todos. O que consola é que ela se foi em Cristo e terá a vida eterna ao lado de Deus”, traduziu a prima Jaqueline, a dor vivida pela numerosa família da jovem sonhadora.

A morte da jovem universitária enlutou a comunidade local, e durante a noite de ontem e a madrugada muitas pessoas estiveram presentes no velório da jovem no templo da Igreja em Nova União.

Em nota, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia informou que atendeu o acidente de Ludmila que ocorreu na BR 364, km 347. A condutora da motocicleta foi socorrida ao hospital, porém, infelizmente, não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Equipes da PRF foram em busca de registros de câmeras de estabelecimentos próximos ao local, mas nenhuma imagem foi suficiente para mostrar (enquadrar) toda a dinâmica do acidente.

De acordo com a PRF e com informações de populares, a *causa presumível* foi a queda espontânea da condutora seguida de atropelamento por outro motociclista que vinha no sentido contrário.

 

Fonte: www.correiocentralro.com.br