Mulher confessa ter matado marido a tiros e escondido corpo

Uma mulher, de 36 anos, foi presa pela Polícia Civil após confessar ter matado o companheiro, Edivan Moreira Lopes, de 44 anos, e escondido o corpo dele em um brejo nas proximidades da fazenda onde a vítima trabalhava, em Canarana, a 838 km de Cuiabá.

Ele estava desaparecido desde o dia 7 de janeiro e a família vinha fazendo apelos à sociedade para encontrá-lo.

A própria autora do crime chegou a gravar um vídeo reforçando a campanha: “Todos tão preocupados com ele. Nós estamos desesperados à procura dele. Se alguém tiver informação”, dizia a mulher em um dos vídeos.

Na última sexta-feira (9), a delegacia do município recebeu a informação do funcionário de uma fazenda sobre a localização de uma moto Honda vermelha, que estaria jogada dentro de um rio, nos fundos de uma propriedade rural e seria parecida com o veículo da vítima.

Diante do novo fato, a equipe policial foi até a esposa, principal suspeita, e refez a entrevista. Neste momento ela confessou que havia matado o marido e ocultado o cadáver, indicando onde estava o corpo de Edivan Moreira Lopes.

Ele teria sido morto com três tiros. Os restos mortais foram encaminhados para perícia. Em entrevista ao programa Cadeia Neles, da TV Vila Real, o delegado Flávio Leonardo, responsável pelo caso, contou que a mulher confessou o crime e deu detalhes de como ocultou o cadáver e a motocicleta com a ajuda de um trator. O envolvimento de outras pessoas no caso será investigado.