Policiais penais são afastados das funções por suspeita de envolvimento com facções criminosas

 

 

Essa é apenas a FASE 1 da operação e visa cortar na própria carne.

  Polícias Civil e Militar cumprem nesta quarta-feira, 14, mandados de busca e apreensão e de afastamento de policiais penais suspeitos de envolvimento com crime organizado em Vilhena.

  A força tarefa é coordenada pela Delegacia Regional da Polícia Civil e pelo Comando Regional de Policiamento III e 3° Batalhão de Polícia Militar, integrando ainda instituições parceiras, como a própria Polícia Penal, PRF e PF.

  Efetivo dessa Força Tarefa criada pela Secretaria de Segurança do Estado estiveram hoje em cumprimento de mandados que afastaram das funções públicas policiais penais lotados em Vilhena.

  Investigações apontaram que ambos policiais estão envolvidos com facções criminosas, chegando a arma de um deles, uma pistola 380, ter sido apreendida com três suspeitos que iriam praticar um homicídio contra um integrante de facção rival.

  Essa é apenas a FASE 1 da operação e visa cortar na própria carne, afastando qualquer policial suspeito de envolvimento com faccionados. As investigações continuam, assim como reforço de inteligência e ostensividade no combate a facções, com foco na diminuição dos índices de criminalidade em Vilhena.

  Foram empregados nessa ação 15 policiais civis e militares.