Homem que viveu em ‘pulmão de ferro’ há sete décadas morre aos 78 anos

Paul Alexander, um homem que viveu 70 de seus 78 anos em um aparelho chamado ‘pulmão de ferro’, faleceu em Dallas, estado americano do Texas.

A informação foi divulgada pela que angariava fundos para os seus cuidados médicos no site GoFundMe. A causa da morte teria acontecido em decorrência de uma infecção causada pelo vírus da Covid-19.

Personagem do documentário ‘The Man in an Iron Lung (A Polio Survivor’s Story)’, Paul vivia no aparelho desde 1952, quando contraiu poliomielite, doença que o deixou paralisado do pescoço para baixo. Incapaz de respirar sozinho, ele passou a vida inteira dentro de um pulmão de ferro, que permitiu com que ele respirasse por mais de sete décadas.

Ele entrou para o Livro Guinness dos Recordes como a pessoa a viver o maior o período de tempo com uso diário de um ventilador de pressão negativa (ou “pulmão de ferro/aço”).

Christopher Ulmer, organizador e ativista pelos direitos das pessoas com deficiência, disse: ‘Paul Alexander, “O Homem do Pulmão de Ferro”, faleceu ontem. Depois de sobreviver à poliomielite quando criança, ele viveu mais de 70 anos dentro de um pulmão de ferro. Nessa época, Paul foi para a faculdade, tornou-se advogado e autor publicado. Sua história viajou muito, influenciando positivamente pessoas em todo o mundo. Paul foi um modelo incrível que continuará a ser lembrado”.

Aos 21 anos, Paul se tornou a primeira pessoa a se formar no ensino médio em Dallas sem nunca ter assistido às aulas pessoalmente. Ele foi aceito na Southern Methodist University em Dallas, depois de muitas dificuldades com a administração da universidade, e então ingressou na faculdade de direito na Universidade do Texas, em Austin.

Ele perseguiu seu sonho de se tornar advogado e representou clientes no tribunal com uma cadeira de rodas modificada que mantinha seu corpo paralisado em pé. Ele também organizou uma manifestação pelos direitos das pessoas com deficiência e publicou seu próprio livro de memórias, intitulado ‘Três minutos para um cachorro: minha vida em um pulmão de ferro’.

A poliomielite é uma doença viral infecciosa que afeta a função respiratória do sistema nervoso central e pode causar fraqueza muscular e paralisia.