Pistas dos aeroportos de Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena são aprovadas após teste da Infraero

Os serviços de Medição de Coeficiente de Atrito e Ensaio de Macrotextura, nas pistas de pouso e decolagem dos aeroportos de Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena, foram realizados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), entre os dias 29 de fevereiro e 2 de março. As ações reforçam os avanços desenvolvidos pelo Governo de Rondônia nos aeroportos do Estado, que vêm recebendo constantes investimentos para melhor atender à população.

Obra de segurança na pista de pouso dos aeroportos são executadas pelo DER/RO

De acordo com o diretor-geral do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes de Rondônia (DER/RO), Eder Fernandes, o serviço, neste momento, atende às exigências do Regulamento Brasileiro da Aviação Civil (RBAC nº 153), que versa sobre a operação, manutenção e resposta à emergência dos aeródromos brasileiros, de cumprimento obrigatório pelos operadores de aeródromos, conforme a frequência de voos da aviação regular/comercial.

“A cada 360 dias, faz-se necessário a realização de ensaios de coeficiente de atrito e de macrotextura, nas pistas de pouso e decolagem, como forma de garantir a segurança dos aeroportos”, explicou Eder Fernandes.

O coordenador Aeroportuário, Rogério Leme reforçou que, a contratação desses serviços, tem como finalidade verificar as condições das pistas de pouso e decolagem (PPD), se as mesmas possuem a aderência necessária entre os pneus das aeronaves e a pista, e se o atrito entre a superfície das pistas aeroportuárias e os pneus das aeronaves permite a aceleração e a frenagem segura após o pouso.

Vale ressaltar que, após a realização dos serviços, foram obtidos resultados satisfatórios e dentro dos parâmetros exigidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), nas pistas de pouso dos aeroportos de Ji-Paraná (SBJI), Cacoal (SSKW) e Vilhena (SBVH), garantindo a segurança nas operações de pouso e decolagem no interior do Estado.