No Whatsapp: Em Ji-Paraná mulher é vítima do golpe da “casa inexistente”

Foi registrado em Ji-Paraná um boletim de ocorrência policial dando conta de um caso de golpe do falso “aluguel da casa inexistente”.

Uma mulher que estava em processo de separação do marido foi a vítima. A mesma iria deixar a casa onde convivia com o marido e procurou em um grupo de whatsapp relacionado a grávidas, perguntando se alguém sabia de um imóvel para alugar.

Logo uma pessoa se manifestou no privado dizendo ter uma casa no bairro Dom Bosco, porém a pessoa disse à vítima que já iriam três pessoas durante aquela tarde para ver a casa e poderia já ser alugada.

No intuito de concretizar o golpe a pessoa enviou fotos de uma casa fake para a vítima, e ainda disse que teriam alguns móveis dentro e gostaria de vendê-los

A vítima precisava de uma máquina de lavar, e o golpista disse que havia uma para ser vendida.

Afim de garantir o imóvel logo para se mudar, a vítima fez o PIX no valor do aluguel e da máquina de lavar. Ela relatou a dificuldade de ir ver a casa da foto, pois tem crianças pequenas e não possui meio de locomoção própria e estava adoentada.

No outro dia, quando a vítima procurou no whatsapp a pessoa para pegar as chaves para ir até a casa e se mudar, o golpista já não respondeu, desaparecendo, onde percebeu que foi vítima de um golpe e alugou uma casa que “não existe”.

As pessoas devem ficar atentas, o perfil dos golpistas é bastante “família”. Usam fotos de casais, felizes com uma mulher grávida, aparentando serem pessoas de bem.