Câmara Municipal aceita denuncia contra o vereador Edinho Fidelis e elege comissão processante

A Câmara Municipal de Ji-Paraná aceitou a denuncia contra o vereador Edinho Fidelis, na noite desta terça-feira (30), e elegeu a comissão processante, que é composta por três vereadores.

A comissão de vereadores eleitos é composta por (presidente), um (Relator) e um (membro).

Mais cedo foi veiculado pelo site que um cidadão protocolou um pedido de cassação do vereador Edinho Fidelis, alegando que o mesmo praticou nepotismo, locou imóvel a prefeitura de Ji-Paraná em nome de laranja e foi favorecido em escalas médicas.

De acordo com o denunciante, Edinho “celebrou contrato de locação de imóvel em nome de terceiros “laranjas”, locado à prefeitura de Ji-Paraná, bem como de valer-se do cargo para lograr proveito pessoal ou de outrem, em detrimento da dignidade da função pública.”

O denunciante alega também que o vereador “indicou seu pai para o cargo de Corregedor do Município de Ji-Paraná, incorrendo na prática de nepotismo e na violação de princípios constitucionais, o qual também acarreta improbidade administrativa.”

Outro fato apresentando pelo denunciante foi referente as escalas médicas do Hospital Municipal, na qual o vereador Edinho Fidelis supostamente foi favorecido no mês de fevereiro deste ano, ficando de plantão apenas no período noturno.

Ao final, o denunciante pede o afastamento do vereador Edinho Fidelis pelo prazo de 90 dias e, após todos os trâmites, a cassação de seu mandato.

FONTE: FRONTEIRA364