Negão do Isau retorna ao cargo de vereador, após decisão do Tribunal de Justiça

O vereador Negão do Isau conseguiu uma liminar no Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) para retornar ao cargo de vereador da Câmara Municipal.

O vereador estava há mais de um mês afastado do cargo, após operação da DRACO, da Polícia Civil, em 26 de março. Apesar do retorno ao cargo de vereador, Negão ainda continuará afastado da presidência.  

O afastamento do cargo

A Polícia Civil de Rondônia, por meio da DRACO, em parceria com o Ministério Público, deflagrou a operação denominada “ARCANA REVELADA”, em 26 de março, com objetivo de desarticular uma organização criminosa envolvida na prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, extorsão, tráfico de influência e lavagem de dinheiro, praticados no âmbito dos poderes Executivo e Legislativo da cidade.

A ação, decorrente da operação “ARAUTO”, resultou no cumprimento de 10 (dez) mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados e na sede dos Poderes Executivo e Legislativo, além do cumprimento de 06 (seis) mandados de afastamento das funções públicas, pelo prazo de 120 (cento e vinte) dias, de todos os servidores públicos envolvidos nas investigações, incluindo os chefes dos Poderes Executivo e Legislativo de Ji-Paraná/RO.

Dentro os afastados estavam os vereadores Negão do Isau, Elvis Gomes e o prefeito Isau Fonseca. Tanto Isau quanto o filho, Negão, conseguiram retornar ao cargo.

Os investigados teriam cometido crimes a partir da aprovação de uma lei municipal para beneficiar servidores, envolvendo o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos. O diretor-geral da Polícia Civil, Dr. SAMIR FOUAD ABBOUD, elogiou a operação como um marco no combate à corrupção, garantindo justiça e integridade na cidade de Ji-Paraná.

Fonte: fronteira364