VÍDEO | Suspeito pula de prédio e cai em cima de viatura ao tentar fugir da PM

Um homem de 26 anos, suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas, foi detido após tentar fugir dos policiais pulando de um apartamento. O caso foi registrado na noite deste domingo (12), no centro de Marechal Floriano, na região Serrana do Espírito Santo. 

Segundo a Polícia Militar, no momento da fuga, o homem pulou do prédio e caiu em cima de uma viatura da corporação.  

Veja a ação do suspeito:

Os policiais relataram que receberam a informação de que um homem estaria transportando drogas na região.

Ao chegarem ao local, eles primeiro abordaram um adolescente de 17 anos e encontram dois pinos de cocaína com ele, que alegou que seriam entregues para outro comprador.

Nesse momento, a polícia informou que ouviu uma grande movimentação e, ao olharem pela janela do prédio, os militares viram dois homens pulando de um apartamento para a rua. Não foi informado quantos pularam do imóvel.

Um dos homens fugiu, mas o outro, de 26 anos, acabou caindo em cima da radiopatrulha e, ferido, acabou detido. Nessa tentativa de fuga, os suspeitos jogaram pela janela do apartamento uma sacola com os entorpecentes e o conteúdo foi apreendido pela polícia.

Dentro da sacola estavam: 

– 294 pedras de crack, 
– 10 gramas de crack, 
– 45 pinos de cocaína, 
– 189,1 gramas de pasta base de cocaína, 
– 134,5 gramas de cocaína
– R$ 600

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e levou o suspeito que caiu na viatura para o Hospital Dr. Arthur Gerhardt, em Domingos Martins. Não há relatos do estado de saúde dele.

Os militares disseram que realizaram buscas na região e localizaram um homem de 31 anos, apontado pelo adolescente como comprador da droga. Ele confirmou a versão apresentada pelo menor. Os dois foram entregues na 11ª Delegacia Regional de Venda Nova do Imigrante.

Após receber alta, suspeito vai para presídio

A Polícia Civil informou que o suspeito de 26 anos foi autuado em flagrante por tráfico de drogas majorado pela prática envolver ou visar a atingir criança ou adolescente. “Assim que receber alta médica, será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP)”, diz a polícia.

Já o adolescente de 17 anos assinou um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (Boc) por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas e, após um familiar assumir o compromisso de comparecer ao Ministério Público quando solicitado, foi reintegrado à família.

Já o homem de 31 anos “foi ouvido e liberado, já que a autoridade policial não identificou elementos suficientes para realizar a prisão em flagrante naquele momento”, segundo a Polícia Civil.