Tragédia em Vilhena: Mulher de 39 anos morre no Hospital Regional após acidente de trânsito em cruzamento

Na tarde de quarta-feira, 15, mais uama tragédia foi registrada na cidade de Vilhena. Iricleia Lira Furtado, de 39 anos, não resistiu aos ferimentos após um acidente de trânsito e faleceu no Hospital Regional de Vilhena.

Iricleia, conhecida como “Yris Lira” nas redes sociais, foi levada para a emergência do hospital nas primeiras horas da manhã pelo Corpo de Bombeiros, após sua motoneta ser atingida por um carro no cruzamento do bairro Cidade Verde II.

O Acidente

O motorista do carro preto, que supostamente causou o acidente fatal, já foi identificado, mas outros detalhes da colisão ainda não foram divulgados. A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar de Vilhena.

O choque entre a motoneta de Iricleia e o Chevrolet Vectra de um homem que trabalha em uma obra próxima ocorreu no cruzamento da Avenida Amapá com a rua 102-19. A única placa no local fica na rua, sentido Cuiabá.

Consequências

Iricleia, que trabalhava em uma tornearia que presta serviços terceirizados para a empresa Cidade Verde Empreendimentos, permaneceu em estado gravíssimo desde o momento do resgate até sua morte. A empresa emitiu uma nota lamentando a morte e classificando o acidente como “brutal”.

O condutor do carro, que não é habilitado, argumentou que já passava pelo local há três dias. Ele também alegou que tentou evitar a batida, mas a motoneta acertou a lateral dianteira do Vectra. O motorista aceitou fazer o teste do bafômetro, e o resultado atestou que ele não havia consumido bebidas alcoólicas. Não há informações sobre sua prisão e seu depoimento na Unisp, onde foi apresentado, ainda não foi divulgado.

O Boletim de Ocorrência da P-TRAN confirma a gravidade dos ferimentos sofridos por Iricleia, mencionando que ela sofreu “fratura exposta no fêmur direito, corte na cabeça e já tinha sofrido duas paradas cardíacas”.

Familiares da vítima, que morava sozinha em Vilhena, já foram avisados sobre o desfecho trágico do acidente. Iricleia tinha um irmão em Porto Velho e outros parentes no Estado do Acre.

Fonte: folhadosulonline/planeta folha/extraderondonia