Empresário é preso após tentar m4tar a filha com surr4 de terç4do; veja

A jovem Bruna Miho Tsuchiya foi vítima de uma tentativa de feminicídio por parte de seu próprio pai, o empresário Reinaldo Yasuyuki Tsuchiya, em Bragança – Pará. Em um comunicado divulgado nas redes sociais e assinado por suas advogadas, Bruna esclareceu os fatos e combateu inverdades sobre o episódio de violência.

Segundo o documento, Reinaldo Yasuyuki Tsuchiya já havia agredido sua esposa, mãe de Bruna, no ano passado, o que resultou na implementação de medidas protetivas a favor da vítima. “Infelizmente, não é de hoje que existem diversos (e graves) problemas no âmbito familiar da vítima, em virtude de conduta extremamente agressiva do investigado”, afirmou Bruna no comunicado. A agressão de 2023, física e verbal, foi comprovada por um Boletim de Ocorrência e admitida pelo próprio agressor, levando à aplicação da Lei Maria da Penha que o obrigou a manter distância da esposa e a sair da residência familiar.

Clique aqui e entre em nosso grupo do whatsapp

Após o incidente, a mãe de Bruna tentou manter a paz e a estabilidade financeira da família, acordando com o agressor a divisão dos lucros das empresas familiares. Através de uma procuração pública, nomeou Bruna como representante legal para receber a cota-parte da mãe e a pensão alimentícia dos irmãos menores, já que Reinaldo não podia ter qualquer contato com a esposa ou aproximar-se da residência da família.

Desde então, Bruna assumiu a responsabilidade de administrar financeiramente a parte da mãe. Mensalmente, ela ia à empresa da família para receber os valores necessários para custear as despesas familiares. Na manhã do dia 29/05/2024, por volta das 09h, Bruna seguiu sua rotina habitual e dirigiu-se à empresa para realizar mais um fechamento financeiro.

O comunicado destaca que Bruna foi sozinha à empresa, um fato que poderá ser confirmado pelas filmagens das câmeras de segurança do local. “Importante frisar, ainda que de forma óbvia que, a vítima foi sozinha até a empresa”, finaliza o texto assinado pelas advogadas Daniele Delgado e Katiane Barboza, que atuam na defesa de Bruna.

A tentativa de feminicídio chocou a comunidade de Bragança e trouxe à tona os sérios problemas de violência doméstica enfrentados pela família Tsuchiya. A prisão de Reinaldo Yasuyuki Tsuchiya serve como um alerta para a necessidade de combater a violência de gênero e proteger as vítimas em situação de risco.