Quebra-cabeça é desmontado pela Polícia Civil de Ji-Paraná, e mais um é preso por envolvimento em homicídio e outro identificado e procurado

A Polícia Civil de Ji-Paraná através da divisão de homicídios cumpriu mais um mandado de prisão preventiva contra um indivíduo identificado como Lucas, que tem envolvimento em um crime de homicídio ocorrido no dia 17 de maio de 2024 na T-20 entre Av. Brasil e Maringá.

Naquele início de noite, dois indivíduos foram até o local onde a vítima Klebson da Silva Araújo, conhecido pelo apelido de “Cerejeiras” o chamaram na frente dos apartamentos, e efetuaram vários disparos contra ele, sendo que cinco o atingiu provocando sua morte no local.

A partir do crime, foi dado início às investigações, a Polícia Civil chegou até o piloto da motocicleta, identificado como Danielson “Dani baterias”, que veio a morrer meses depois do crime; e prosseguindo nas investigações a polícia identificou mais dois elementos, o garupa que efetuou os disparos contra vítima e o terceiro envolvido “Lucas” que guardou a motocicleta CB300 em sua casa logo após o crime.

Na casa onde foi guardada a motocicleta, os executores limparam a arma usada, higienizaram as mãos, tudo no intuito de não deixarem pistas do cometimento do crime.

Com mandado de prisão, Lucas foi preso em uma propriedade rural nesta quinta-feira (04), e conduzido ao Presídio Central.

Agora o atirador Alailton Condaqui que é bastante perigoso, e que somente veio à cidade de Ji-Paraná para o crime de pistolagem, está sendo procurado em outro município, onde já teria envolvimento em tentativas de execuções.

“Cerejeiras” a vítima teria sido morto em Ji-Paraná porque devia três meses de aluguel a Danielson “Dani Baterias” e não queria desocupar o apartamento. Agora é só uma questão de tempo e a Polícia Civil deve localizar o atirador Alailton Condaqui que está foragido, mas o quebra-cabeça já foi montado pelos policiais.

Clique aqui e entre em nosso grupo do whatsapp

Lucas
O que “derramou” bala na vitima