Rapaz de 21 anos baleado em tabacaria onde amigo morreu no meio da rua não resiste e também vai a óbito, em Vilhena

Mãe do jovem assassinado é moradora da cidade de Ji-Paraná

 

  Faleceu na tarde deste sábado, 06, no Hospital Regional de Vilhena, onde havia dado entrada ontem, após ser baleado em um tiroteio numa tabacaria no bairro Jardim Primavera, o rapaz que havia conseguido correr durante o ataque a tiros que deixou morto o dono do estabelecimento, Diogo Machado de Paula, 27 anos (ENTENDA AQUI).

  O jovem que morreu hoje, após ter passado por cirurgia no HR, se chamava Henyique Augusto da Costa Schulze, e tinha apenas 21 anos. Assim como Diogo, de quem era amigo, ele também foi atingido com tiros de pistola calibre .380.

  Apesar da pouca idade, o jovem cuja mãe reside na cidade de Ji-Paraná, morava sozinho ou com amigos em Vilhena, onde chegou a trabalhar como entregador. Henryque teria passado alguns meses no Rio Grande do Sul, supostamente para fugir de violência após um problema envolvendo uma namorada.

Clique aqui e entre em nosso grupo do whatsapp

  De volta a Vilhena há cerca de um mês, o jovem teria sido atingido no pulmão por um dos disparos feitos pelos assassinos, que usaram as duas armas ao mesmo tempo. Não há pistas sobre a autoria ou a motivação do duplo homicídio.

  As investigações irão revelar se o garoto também era um dos alvos dos matadores, ou se acabou sendo morto por estar no lugar errado e na hora errada, conversando na calçada com a outra vítima, e com duas garotas, que sobreviveram ao tiroteio e poderão dar pistas sobre o crime.

Créditos: folhadosulonline