Garota de programa é morta a tiros após chamar cliente de feio em MT

O homicídio aconteceu dentro de uma casa de prostituição o bairro Jardim Imperial, em Colniza.

banner tim pizza
banner pax nacional

Jéssica Payerl Antunes, 23 anos, morreu após ser baleada dentro de uma casa de prostituição durante a noite dessa terça-feira (05) por um homem de capacete, ainda não identificado, dentro de uma casa de prostituição no bairro Jardim Imperial, em Colniza (1.064 km da Capital), onde a vítima trabalhava.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e quando chegou ao estabelecimento encontrou Jéssica caída, de barriga para baixo, em cima de uma mesa, perdendo muito sangue, mas ainda com pulsação.

Os paramédicos fizeram todos os procedimentos de primeiros socorros, mas a vítima não resistiu e morreu ainda no local. Foram identificados, inicialmente, três perfurações por tiros de arma de fogo, sendo um em cada braço e o outro no queixo.

Outras duas meninas, que estavam junto com a garota no momento do crime, relataram que estavam sentadas na mesa conversando quando com a vítima quando o acusado chegou numa motocicleta vermelha, supostamente, uma Honda Bross, entrou na boate com o capacete na cabeça, olhou para a vítima e disse “eu sou feio?” e, em seguida, disparou contra Jéssica. Após o crime, o assassino fugiu.

O dono do estabelecimento disse que não viu o momento do homicídio, pois, estava nos fundos da boate, apenas escutou os tiros e saiu para ver o que tinha acontecido.

A Polícia Militar (PM) atendeu a ocorrência, acionou o Instituto Médico Legal (IML) e a Polícia Civil, em seguida fizeram buscas pela região na tentativa de encontrar o acusado de acordo com as características descritas pelas outras garotas.

O corpo foi encaminhado ao IML, onde vai passar por exame de necropsia.

Até a publicação desta reportagem o assassino não havia sido identificado.

A Polícia Civil investiga o caso e faz buscas pelo assassino.

reveillon minuano

Fonte: RepórterMT

rotativo2