JUSTIÇA DÁ 24H PARA EXPOJIPA EMPOSSAR NOVA RAINHA DA FESTA

banner tim pizza
banner pax nacional

Às vésperas do início da cavalgada que dá abertura a Expojipa 2019, a justiça deu 24 horas para que, a organização do evento que elegeu a Rainha da festa, passe a faixa para a jovem, Cynthia Mendes Teixeira, que de acordo com as informações da liminar expedida pela justiça, foi prejudicada indevidamente na pontuação.

Acontece que, no dia do desfile que definiu quem seria eleita Rainha da Expojipa, houve uma situação não prevista no quesito, “traje livre”, onde a candidata poderia usar o traje que quisesse.

E que a candidata Cinthia foi prejudicada nos pontos por usar um acessório que, supostamente causaria sua “desclassificação ou exclusão”, porém, não estava previsto no regulamento, e tratava-se de “traje livre” o que não poderia causar a perda de pontos e muito menos, sua “desclassificação ou exclusão”.

No documento, relata que até mesmo o corpo de jurados desconheciam, até porque a candidata recebeu nota máxima no quesito que houve a perda de pontos.

A candidata Cynthia se sentido lesada, procurou a justiça, onde foi deferido seu pedido, e entendido pelo Juiz Haruo Mizusaki, que a organizadora deverá ser notificada da decisão,  e no prazo de 24 horas ser feita a transferência de faixa, sob pena de 1000,00 reais de multa diária, até o montante de 20 mil reais.

Além disso, Cynthia acionou a organizadora do evento a lhe ressarcir os danos causados, que ainda deverá ser analisado durante o processo judicial.

“Caso a organizadora tenha interesse em se manifestar, o site estará aberto ao contraditório”

rotativo2